Tagged: mestre

Oitavo V:.M:. – Jean-Pierre G.

O oitavo Venerável Mestre, tal como ocorrera com José M. M., completou o mandato do seu antecessor e foi eleito e assegurou um novo, e agora completo, mandato. Porém, e até hoje, foi o único Venerável Mestre duas vezes eleito para essa função. Com efeito, José M. M. completara o...

Sétimo V:.M:. – José Ruah

O sétimo Venerável Mestre foi eleito em Julho de 1996 e foi instalado em Setembro do mesmo ano, com grande expectativa e grandes esperanças da Loja. Era um elemento da “nova geração”, que fora iniciado já depois da constituição da Grande Loja e, sobretudo, o primeiro elemento que não pertencia...

Sexto V:.M:. – Vitor E. C.

O sexto Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues foi Victor E. C.. Exerceu funções entre Setembro de 1995 e Setembro de 1996. Se o Venerável Mestre anterior, Manuel A. G., era um homem corpulento, Victor E. C. não o era menos. Se aquele era um homem bonacheirão, este elevava...

Quinto V:.M:. – Manuel A. G.

O quinto Venerável Mestre, que exerceu funções de Setembro de 1994 a Setembro de 1995, foi Manuel A. G.. Manuel A. G., um homem corpulento e bonacheirão, era amigo pessoal do Grão-Mestre Fernando Teixeira, com quem partilhava o gosto, os conhecimentos e a paixão pela tauromaquia. Sob a sua liderança,...

Quarto V:.M:. – Ilidio P. C.

O Venerável Mestre no período entre Setembro de 1993 e Setembro de 1994 foi Ilídio P. C.. Foi o homem certo na altura certa. A Loja aprendera a trabalhar em condições mais difíceis do que aquelas em que se formara. A Loja aproveitara para perceber as vantagens de fazer rodar...

Terceiro V:.M:. – José Cunha C.

O terceiro Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues foi José Cunha C.. Todas as circunstâncias apontavam para que o seu mandato fosse difícil, e foi-o. Mas José Cunha C. cumpriu o que se espera de um Venerável Mestre: recebeu o malhete, símbolo do seu poder de direcção da Loja,...

Segundo V:.M:. – José M. M.

José M.M. foi o segundo Venerável Mestre, mas, na realidade, foi o primeiro a conduzir os destinos da Loja Mestre Affonso Domingues, entre 1990 e o Verão de 1992, primeiro por designação do Grão-Mestre Fernando Teixeira, em virtude da incapacidade do Venerável Mestre fundador e, depois, como seu primeiro Venerável...

Primeiro V:.M:. – Eduardo M.

A Loja Mestre Affonso Domingues foi fundada, ainda antes da formal constituição da Grande Loja Regular de Portugal (GLRP), hoje Grande Loja Legal de Portugal/GLRP, como loja pertencente ao Distrito de Portugal da Grande Loge Nationale Française (GLNF). Foi, na ordem de numeração desse Distrito, ulteriormente mantida na ordem de...

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish