Vigésimo segundo V:.M:. – Nuno L:.

Foi o primeiro maçom iniciado já no século XXI que assegurou o ofício de Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues. Cedo se destacou como um elemento interessado, muito válido e dinâmico. Rapidamente conquistou a confiança da Loja e viu serem-lhe confiados diversos ofícios, que sempre cumpriu a contento. Conhecia de experiência feita os deveres dos ofícios burocráticos (indispensáveis ao funcionamento da Loja) e dos ofícios rituais. Fora iniciado ainda jovem e atingia o veneralato no auge da vida.

O Vigésimo Segundo Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues foi talvez o maçom que mais bem preparado foi e estava para assumir o ofício de dirigir a Loja quando tal lho foi solicitado pelo conjunto dos obreiros, em unânime eleição ocorrida em julho de 2011.

Os mais veteranos reconheciam-lhe a preparação, as capacidades, a dinâmica, o mérito e o espírito de liderança e gostosamente o acompanharam e auxiliaram. Os mais jovens elementos da Loja viam-no como um par que de entre eles se destacava e merecidamente ascendia à liderança. A sua chegada ao veneralato simbolizava a passagem do testemunho para a nova geração da Loja, que nela entrara já no século XXI.

Nuno L., o Vigésimo Segundo Venerável Mestre, tinha quase tudo para que o exercício do seu mandato corresse bem: vontade, capacidade, preparação, vigor, ideias, aceitação e apoio unânimes. O “quase” foi incluído na frase porque apenas um detalhe faltou: não pôde beneficiar do apoio do seu Ex-Venerável Mestre que, por circunstâncias da sua vida privada, teve de se afastar da Loja. Mas mesmo este detalhe foi superado com à-vontade e segurança! A natural inexperiência e “tremideira” do Venerável em início de mandato durou apenas uma ou duas sessões e foi ultrapassada sem sobressaltos.

E efetivamente o exercício do mandato do Nuno L. correu bem. Diria mesmo que muito bem! Nuno L. confirmou-se como um líder bem preparado, com bom-senso e capaz de discernir muito bem quando devia exercer a autoridade e quando era o momento de a devolver ao grupo. Os resultados foram rapidamente visíveis: aumento de qualidade e exigência na preparação dos Aprendizes e Companheiros, propiciando que o futuro da Loja seja assegurado por gente muito bem preparada, preparação e apresentação de pranchas de qualidade por Mestres, Companheiros e Aprendizes, aumento exponencial de contactos com as outras Lojas da Obediência, dinamismo, eficácia e boa disposição reinando na Loja. Rara terá sido a sessão – se é que houve alguma… – em que a Loja não teve visitantes; e Nuno L. elaborou um exigente e completo plano de visitas da Loja e seus obreiros a outras Lojas da Obediência, de diversos ritos e com diferentes experiências.

No plano da Grande Loja, representou exemplarmente a Loja, fazendo questão de que a mesma correspondesse a todas as solicitações do Grão-Mestre. Numa Obediência atravessando uma agradável fase de expansão e dinamismo, afirmou a Loja Mestre Affonso Domingues como um exemplo de dinâmica e capacidade.

Geriu exemplarmente a progressão nos graus de Aprendizes e Companheiros, com a indispensável ajuda dos seus Vigilantes, deixando a Loja em perfeito estado de organização e evolução em termos de recursos humanos.

Teve o cuidado e o gosto de reservar uma pequena parte de todas as sessões para a apresentação de breves Lições do Venerável Mestre, por vezes simples pensamentos, outras extratos de livros que compartilhava, nunca deixando de dar aos obreiros da Loja material para reflexão.

O seu mandato começou bem, prosseguiu agradável e terminou melhor. Elevou muito a fasquia para os seus sucessores! Aproveitou muito bem o que a Loja tinha para dar; semeou e preparou para o futuro. Dificilmente poderia ter-se feito melhor!

Rui Bandeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish