Décimo segundo V:.M:. – José M.

Eleito, como habitualmente, em Julho, José M. foi o duodécimo Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues, tendo exercido o ofício entre Setembro de 2001 e Setembro de 2002. José M., oriundo da primeira geração de iniciados, logo no princípio do funcionamento da então GLRP, hoje GLLP/GLRP, era já, na...

Décimo primeiro V:.M:. – João D. P.

Um ano depois do que o deveria ter sido, João D. P. foi eleito Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues. Foi o seu undécimo Venerável Mestre, exercendo a função de Setembro de 2000 a Setembro de 2001. No ano anterior, cumprira o segundo ano consecutivo na função de 1.º...

Décimo V:.M:. – Rui Bandeira

Uma das vantagens do sistema de sucessão no exercício do ofício de Venerável Mestre informalmente instituído na Loja Mestre Affonso Domingues (e também em muitas outras Lojas, das mais diversas Obediências, ritos e latitudes) é que possibilita ao 1.º Vigilante um ano completo para analisar a Loja, verificar os seus...

Nono V:.M:. – Luis P.

Entre Setembro de 1998 e igual mês de 1999, exerceu funções o nono Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues, Luís P.. Luís P. foi um dos maçons que mais tempo se manteve no grau de Aprendiz, não por desinteresse ou falta de assiduidade, mas porque recusou, várias vezes, ser...

Oitavo V:.M:. – Jean-Pierre G.

O oitavo Venerável Mestre, tal como ocorrera com José M. M., completou o mandato do seu antecessor e foi eleito e assegurou um novo, e agora completo, mandato. Porém, e até hoje, foi o único Venerável Mestre duas vezes eleito para essa função. Com efeito, José M. M. completara o...

Sétimo V:.M:. – José Ruah

O sétimo Venerável Mestre foi eleito em Julho de 1996 e foi instalado em Setembro do mesmo ano, com grande expectativa e grandes esperanças da Loja. Era um elemento da “nova geração”, que fora iniciado já depois da constituição da Grande Loja e, sobretudo, o primeiro elemento que não pertencia...

Sexto V:.M:. – Vitor E. C.

O sexto Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues foi Victor E. C.. Exerceu funções entre Setembro de 1995 e Setembro de 1996. Se o Venerável Mestre anterior, Manuel A. G., era um homem corpulento, Victor E. C. não o era menos. Se aquele era um homem bonacheirão, este elevava...

Quinto V:.M:. – Manuel A. G.

O quinto Venerável Mestre, que exerceu funções de Setembro de 1994 a Setembro de 1995, foi Manuel A. G.. Manuel A. G., um homem corpulento e bonacheirão, era amigo pessoal do Grão-Mestre Fernando Teixeira, com quem partilhava o gosto, os conhecimentos e a paixão pela tauromaquia. Sob a sua liderança,...

Quarto V:.M:. – Ilidio P. C.

O Venerável Mestre no período entre Setembro de 1993 e Setembro de 1994 foi Ilídio P. C.. Foi o homem certo na altura certa. A Loja aprendera a trabalhar em condições mais difíceis do que aquelas em que se formara. A Loja aproveitara para perceber as vantagens de fazer rodar...

Terceiro V:.M:. – José Cunha C.

O terceiro Venerável Mestre da Loja Mestre Affonso Domingues foi José Cunha C.. Todas as circunstâncias apontavam para que o seu mandato fosse difícil, e foi-o. Mas José Cunha C. cumpriu o que se espera de um Venerável Mestre: recebeu o malhete, símbolo do seu poder de direcção da Loja,...

Segundo V:.M:. – José M. M.

José M.M. foi o segundo Venerável Mestre, mas, na realidade, foi o primeiro a conduzir os destinos da Loja Mestre Affonso Domingues, entre 1990 e o Verão de 1992, primeiro por designação do Grão-Mestre Fernando Teixeira, em virtude da incapacidade do Venerável Mestre fundador e, depois, como seu primeiro Venerável...

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish