Categoria: Maçonaria

A Integração do Aprendiz I

Terminada a Cerimónia de Iniciação, começa de imediato o importante capítulo da integração do novo Aprendiz. Em bom rigor, essa integração tem já início no decorrer da própria Cerimónia de Iniciação. Mas disso, quase de certeza, não tem o novo Aprendiz consciência. Porventura, de tal se aperceberá (muito) mais tarde,...

A Prancha de Aprendiz

Para o Aprendiz que se entrosou no grupo e que vem fazendo o seu trabalho, com assiduidade e diligência, chega sempre um momento em que um Mestre – por regra o 2.º Vigilante, mas pode ser qualquer Mestre -, no meio de uma descontraída conversa, a propósito ou aparentemente a...

A iniciação II

Os ritos de passagem são frequentemente integrados por referências ou representações à vida anterior dos que se submetem ao rito (de onde vens), por uma ou mais provas que devem ser superadas (o que és) e por referências ou representações daquilo a que se acede (para onde vais), designadamente aos...

A iniciação I

Quando um profano pede para ser admitido maçon e a Loja que recebeu esse pedido acede a ele, a entrada do novo elemento para a Maçonaria e para a Loja processa-se mediante uma cerimónia, designada de Iniciação. Um dos compromissos que os maçons assumem é o de não divulgar a...

Onde estará o inicio?

Será o futuro agorauma espécie de reunião entre os deuses? O encontro dos planetasperder-se-á na arrogância dos homens? Será que perderemos a rotae o significado dos sonhos terrestres? Uma sublime lágrima chorada em vãoformará grandes oceanos. Uma precisa melodia não ouvidadesencadeará grandes danos. Assim, de repente, o silêncio confortao que...

Vejo que tens viajado muito, Irmão

Onde quer que possas estar, Onde quer que te detenhas a meditar, Seja longe, em terras estranhas, Ou simplesmente no lar, doce lar, Sempre sentes um grande prazer, Que faz vibrar as cordas do coração, Apenas em ouvir a fraterna saudação “Vejo que tens viajado muito, Irmão!” Quando recebes a...

A Quinta da Regaleira

O Palácio da Regaleira é o edifício principal e o nome mais comum da Quinta da Regaleira. Também é designado Palácio do Monteiro dos Milhões, denominação esta associada à alcunha do seu primeiro proprietário, António Augusto Carvalho Monteiro. O palácio está situado na encosta da serra e a escassa distância...

Fernando Pessoa sobre a Maçonaria

Extracto do artigo que Fernando Pessoa publicou no Diário de Lisboa, no 4.388 de 4 de Fevereiro de 1935, contra o projecto de lei do deputado José Cabral, proibindo o funcionamento das associações secretas, sejam quais forem os seus fins e organização. A Maçonaria compõe-se de três elementos: o elemento...

Tolerância – O respeito pelas diferenças

Um indivíduo estava a colocar flores no túmulo de um familiar, quando vê um chinês a colocar um prato de arroz na lápide ao lado. Vira-se para o chinês e pergunta-lhe: – Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz? E o chinês responde: –...

Que gente é essa?

Que gente é essa ??? É gente de conteúdo interno que transcende a compreensão medíocre, simplória. É gente que tem idealismo na alma e no coração, que traz nos olhos a luz do amanhecer e a serenidade do ocaso. Tem os dois pés no chão da realidade. É gente que...

Graus e Paramentos

Os trabalhos de uma Loja de S. João, a chamada Maçonaria Azul, decorrem habitualmente com a presença de Irmãos paramentados de acordo com o seu grau maçónico: Aprendiz, Companheiro, Mestre e Mestre Instalado. Da indumentária maçónica faz parte a utilização rigorosa de luvas brancas e de um avental respeitante ao...

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish