Category: O Aprendiz

Aprendiz é o primeiro grau da maçonaria simbólica. É um grau importante da maçonaria, já que se não houvesse aprendizes não haveria companheiros ou mestres.

Todos os maçons permanecem Aprendizes para sempre, estando sempre em constante aperfeiçoamento como seres humanos.

Leçon d’un Maitre à son Apprenti – II

Mon Très Cher Frère, Cette cérémonie, dont tu fus l’acteur principal, a fait de toi un Initié. Cette initiation a débuté lorsque tu étais seul, face à toi-même, dans le cabinet de réflexion. Nous...

O Trabalho do Aprendiz

O Aprendiz, após a sua Iniciação, não tem apenas de se integrar na Loja. Essa integração, se bem que necessária, é apenas instrumental da sua actividade maçónica. O Aprendiz, logo na sua Iniciação e...

O Silêncio do Aprendiz

Em Loja, o Aprendiz Maçon não tem direito ao uso da palavra. Esta frase, sendo substancialmente verdadeira, não espelha, porém, correctamente a realidade. A mesma ideia, correctamente formulada, expressa-se pela seguinte frase: em Loja,...

O Avental do Aprendiz

Em Loja, o Aprendiz Maçon usa um avental rectangular completamente branco, com uma aba superior, de forma triangular, igualmente integralmente branca, que é usada levantada. Ensina o Ritual do Rito Escocês Antigo e Aceite...

A Integração do Aprendiz III

Se é dever e do interesse da Loja providenciar pela correcta e bem sucedida integração do novo Maçon, o processo, no entanto, é bidireccional: também o novo Maçon deve providenciar pela sua correcta e...

A Integração do Aprendiz II

O primeiro nível de integração de que a Loja deve, de imediato, cuidar é o da integração social, porque, como é fácil de entender, condiciona todos os demais. Sem uma bem conseguida integração social...

A Integração do Aprendiz I

Terminada a Cerimónia de Iniciação, começa de imediato o importante capítulo da integração do novo Aprendiz. Em bom rigor, essa integração tem já início no decorrer da própria Cerimónia de Iniciação. Mas disso, quase...

A Prancha de Aprendiz

Para o Aprendiz que se entrosou no grupo e que vem fazendo o seu trabalho, com assiduidade e diligência, chega sempre um momento em que um Mestre – por regra o 2.º Vigilante, mas...

A iniciação II

Os ritos de passagem são frequentemente integrados por referências ou representações à vida anterior dos que se submetem ao rito (de onde vens), por uma ou mais provas que devem ser superadas (o que...

A iniciação I

Quando um profano pede para ser admitido maçon e a Loja que recebeu esse pedido acede a ele, a entrada do novo elemento para a Maçonaria e para a Loja processa-se mediante uma cerimónia,...

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish