Author: António Jorge

Do valor da imaginação

No último texto, mencionei uma das razões porque decidi publicar aqui no A Partir Pedra o texto, dividido em duas partes de Frederic L. Milliken. Agora é tempo de referir a outra. Quem segue com alguma assiduidade este blogue já terá certamente percebido qual a minha posição quanto à abertura da...

solidariedade

O maçon e os filhos

Colocaram a questão que se segue: Contaram-me o caso de um maçon que toda a vida ocultou a sua condição à família, e de quem só durante o velório os filhos e os netos souberam, por uns senhores que nunca tinham visto mas que mostraram conhecer muito bem o falecido,...

O maçom, a vida e a morte

Só pode ser admitido maçom regular quem seja crente num Criador, qualquer que seja a sua conceção Dele, e creia na vida para além desta vida. Só assim faz sentido o processo iniciático maçónico, só assim é profícuo o labor de análise, interpretação e aprofundamento da simbologia maçónica, alguma dela...

O fim da infância

“Os minutos seguintes foram dos mais complicados da história da Loja. Quase 40 Homens adultos nos braços uns do outros – não importava que caminho tinham votado – chorando“. José Ruah, in Um dia fui Venerável Mestre da Mestre Affonso Domingues (2) Nesta passagem, José Ruah não exagerou nem um...

Um dia fui Venerável Mestre da Mestre Affonso Domingues (3)

Com a devida desculpa de não publicar com maior intervalo mas terei amanhã segunda-feira uma quase total impossibilidade de o fazer. Por isso aqui fica a 3º e ultima parte das minhas memorias relativas ao ano em que fui Venerável Mestre da Mestre Affonso Domingues. Restava cumprir a minha palavra....

Um dia fui Veneravel Mestre da Mestre Affonso Domingues (2)

Continuo hoje a publicação do texto sobre o meu Veneralato. Sábado 7 de Dezembro de 1996. Nessa madrugada (noite de sexta para sábado) pelas 3h um grupo de membros da Grande Loja, comandados pelos meus interlocutores da chamada de Novembro espera o fim de uma sessão de uma Loja e...

O eco da vida

Mais uma pequena alegoria recebida em correio electrónico e por mim adaptada, que ilustra bem a postura que devemos ter na vida, se a queremos viver da melhor maneira. Um pai e um filho passeavam na montanha. A certa altura, o filho magoou-se e gritou: – Aaaahhhhh! Para seu espanto,...

O anúncio

O poeta brasileiro Olavo Bilac, que viveu entre 1865 e 1918, foi membro fundador da Academia Brasileira de letras. Tal como Pessoa escreveu que a minha Pátria é a língua portuguesa, Olavo Bilac, que foi proclamado no seu tempo o Príncipe dos Poetas Brasileiros, afirmou: A Pátria não é a...

mito

Mitos

Se a lenda parte da realidade para a superar, o mito cria-se e perdura independentemente da realidade. A única ligação que existe entre a realidade e o mito é que aquela é o pretexto para o surgimento deste, muitas vezes como forma de explicação do que nela se não entende....

delta

Maçonaria Entreaberta (III)

Caso não se atinja essa dimensão, estarão sempre os maçons dominados pelas suas paixões visando objectivos materiais sem projecção espiritual… serão perfeccionistas do ritual, serão grandes doadores para obras de caridade, serão impecáveis nos seus atavios, medalhas, cordões e condecorações, mas pouco terão contribuído para o verdadeiro despertar das suas...

delta

Maçonaria Entreaberta (II)

Cabe recordar o conceito de seita como foi definido recentemente pelo Parlamento francês , e que identifica “grupos que visam, mediante manobras de desestabilização psicológica, obter a adesão incondicional dos adeptos, a diminuição do seu espírito crítico, a ruptura com as referências comummente aceites (éticas, cientificas, cívicas, educacionais)…estes grupos utilizam...