Autor: António Jorge

O Avental

Após a cerimónia de iniciação, o Venerável Mestre entrega o Avental ao Mestre de Cerimónias, para com ele revestir o neófito. O agora Maçon, só poderá entrar no Templo da sua Loja, ou de qualquer outra, vestindo o Avental. Tal insígnia maçónica, nas palavras do Irmão Assis Carvalho, “é o...

A Tolerância

A tolerância sendo uma virtude é, portanto, um valor. Valores, como é sabido, não podem ser definidos; contudo, podem ser descritos e analisados de acordo com comportamento dos integrantes de uma sociedade. A ideia de tolerância somente pode ser analisada, com certa precisão, se estiver integrada socialmente, pois está indissoluvelmente...

A Exaltação ao Trabalho no Grau de Companheiro

Permitam-me, meus Irmãos, apoderar-me de um dos mais belos trechos da Oração aos Moços, de Rui Barbosa: “Oração e trabalho são os recursos mais poderosos na criação moral do homem. A oração é o íntimo subliminar-se da alma pelo contacto com Deus. O trabalho é o inteirar, o desenvolver, o...

O Alfabeto Maçónico

O sistema de codificação mono alfabética em tempos utilizado pela Maçonaria e comummente conhecido como Alfabeto Maçónico (“Pig Pen”), é geralmente atribuído ao místico e alquimista alemão Heinrich Cornelius Agrippa de Nettelsheim, que nasceu em 18 de Fevereiro de 1486, de uma família nobre, próximo da cidade de Colónia, onde...

Alma de Aprendiz

Olhei bem, Prestei atenção, Vi o sistema solar – O Big-bang! O universo em expansão. Viajei pelas órbitas dos cometas, Questionei o rito dos planetas. Naveguei pelo espaço-tempo, Luz, som, mundo desconhecido. Explorei nosso passado, A vida e sua relação esotérica. Ganhei a palavra sagrada, Sinais, magia, cabala e simbologia....

O Homem e a Liberdade do Homem

Porque habituados com as regras do encarceramento, mesmo na sociedade livre, e ainda que aprendam a obedecer sem as ameaças do chicote, os escravos permanecem escravos, porque na escravidão eles já estavam acostumados com ela e não se rebelavam contra a restrição em razão do seu arraigado espírito de servidão....

O Manuscrito Halliwell ou Poema Regius

O Poema Régio (Regius Poem), também conhecido como Manuscrito Halliwell, é o mais antigo documento maçónico de que se tem conhecimento, embora esta posição seja contestada por alguns autores em favor da Carta de Bolonha. Algumas Informações: O texto original foi gravado em inglês arcaico, com letras góticas, sobre pele...

O Manuscrito Halliwell ou Poema Regius II

Aqui começam os Estatutos da Arte da Geometria segundo Euclides Aquele que quiser ler e pesquisar Pode encontrar, contada em um livro antigo, A história de grandes senhores e belas damas Que tinham um grande número de filhos muito sensatos, Mas nenhum dinheiro para criá-los, Na cidade, nos campos e...

O Caminho

Muito recentemente, tive o grato prazer de ter estado alguns dias numa zona do nosso planeta única em termos da sua beleza natural da sua imensidão da aparente paz e tranquilidade. É uma área marcamente habitada por seres hunanos mas riquíssima em fauna e flora. Através da sua vegetação luxuriante,...

O Orgulho

Certo dia, um casal, ao chegar do trabalho, encontrou algumas pessoas dentro da sua casa. Pensando que eram ladrões, ficaram assustados, mas um homem forte e saudável, com corpo de halterofilista disse: – Calma, nós somos velhos conhecidos e estamos em toda parte do mundo. – Mas quem são vocês?...

Poema a um irmão maçon

Caro Irmão Maçon Quero te saudar na simbologia Do compasso entrelaçado por um esquadro Fulgurado no centro pela invencível estrela flamejante. De princípio, agradeço ao Grande Arquitecto do Universo Por ter-nos criado Justos, perfeitos e Iguais. Somos filhos de uma mesma mãe: fecunda, Generosa, Bondosa. Viemos, como reis magos do...

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish