Instrução em Maçonaria – V

E ao fim de uns anos larguei a música. Não que tenha deixado de a ouvir (porque tocar … isso não é para mim) mas porque este ano deixei o cargo de Organista. O Venerável pediu e o meu dever era aceitar o seu pedido e fui consequentemente fazer outras...

Instrução em Maçonaria – IV

Fico curioso! Eu aqui a falar de uma coisa, essencialmente de métodos que podem até ser transversais a outras áreas do conhecimento e os comentadores (por acaso sempre os mesmos) a comentarem ao lado. Imaginemos por um instante que eu escrevia aqui sobre temas de culinária, aliás exemplo usado por...

Instrução em Maçonaria – III

“Estou suficientemente instruído” é, estou certo disso, o que muitos pensam quando chega a altura de estarem em crer que é o momento de passar de grau ou de ocupar uma função. E quando assim pensam abrandam o estudo e a respectiva auto instrução. É, eventualmente, mais recorrente o pensamento...

Carta do Grão-Mestre da Grande Loja Legal de Portugal / GLRP, aos Grão-Mestres da Maçonaria Europeia

Carta que o Grão-Mestre da Grande Loja Legal de Portugal / GLRP, Irmão Armindo Azevedo, dirigiu a todos os Grão-Mestres da Maçonaria Europeia, com quem a Obediência mantém relações de amizade. Meus Queridos Grão-Mestres, Dear Most Worshipful Grand Master Espero encontrá-los de boa saúde, bem como às vossas famílias. I...

Instrução em Maçonaria – II

Ao longo destes anos tenho vindo a constatar que em muitas Lojas há muita dificuldade em debater temas, em comentar pranchas, em usar da palavra. Amiúde essa dificuldade advém de simples desconhecimento do Modus Faciendi, noutras de uma falsa noção que o uso da palavra se esgota no Venerável e...

Instrução em Maçonaria – I

Uma das obrigações, ou seja mais que funções, de um Mestre Maçon é prover à instrução. Surge então aqui a questão sobre se todos os Mestres têm que ser instrutores e ainda uma segunda sobre quem são os destinatários dessa instrução. Numa análise simplista, e que convém a muito boa...

Jean Claude Gacon – Um Maçom Francês em Portugal

Venerável Mestre e todos os Irmãos em vossos graus e qualidades, Numa conversa com o nossa Irmão RUI BANDEIRA, este sugeriu-me que escrevesse uma prancha em francês para que ele tivesse a gentileza de a traduzir para português. O nosso Irmão Rui sugeriu-me que versasse sobre a minha vinda a...

EnglishFrenchGermanPortugueseSpanish