Os Maçons na História Americana

american_freemasons

Muitos dos patriotas que escreveram a história Americana eram maçons, bem como os treze signatários da Constituição Americana e catorze dos Presidentes Norte-americanos, das quais se destaca George Washington.

Hoje, os vários milhões de maçons existentes no mundo são oriundos de todas as profissões, religiões e classes sociais - dentro da Irmandade, são todos considerados como iguais. Vêm das mais diversas ideologias politicas e religiosas, mas reúnem-se como amigos. Vêm das mais diversas religiões, mas acreditam todos no Grande Arquitecto do Universo.

Um dos aspectos mais fascinantes sobre a Maçonaria tem sido a forma como homens das mais distintas origens, se encontram em paz, sem manterem discussões de carácter religioso ou politico, conduzindo os seus "trabalhos" em harmonia e amizade, tratando-se entre si como IRMÃOS.

Na história Americana, há alguns nomes que se destacam pelo seu contributo e que foram Maçons:

  • John Adams - (Favorável à Maçonaria, embora nunca tenha aderido)
  • Samuel Adams - (Tinha relações priveligiadas com Hancock, Revere e outros Maçons)
  • Ethan Allen - Maçon
  • Edmund Burke - Maçon
  • John Claypoole - Maçon
  • William Daws - Maçon
  • Benjamin Franklin - Maçon
  • John Hancock - Maçon
  • Thomas Jefferson - (Deista, mas com algumas provas de ligações à Maçonaria)
  • John Paul Jones - Maçon
  • Robert Livingston - Maçon
  • James Madison - (Algumas dados apontam para que tenha sido Maçon)
  • Paul Revere - Maçon
  • Coronel Benjamin Tupper - Maçon
  • George Washington - Maçon
  • Daniel Webster - (Algumas dados apontam para que tenha sido Maçon)

SIGNATÁRIOS DA DECLARAÇÃO DE INDEPENDÊNCIA:

  • Reconhecidos como Maçons (8): Benjamin Franklin, John Hancock, Joseph Hewes, William Hooper, Robert Treat Payne, Richard Stockton, George Walton, William Whipple.
  • Com ligações à Maçonaria ou tidos como Maçons (7): Elbridge Gerry, Lyman Hall, Thomas Jefferson, Thomas Nelson Jr., John Penn, George Read, Roger Sherman

É verdade que estes membros representam unicamente 27% dos signatários, mas incluídos nestes 27%, estão os principais "motores" da revolução, das quais se destacam Benjamin Franklin e Thomas Jefferson, os ideólogos da Declaração de Independência.

SIGNATÁRIOS DA CONSTITUIÇÃO:

  • Reconhecidos como Maçons (9): Gunning Bedford, Jr., John Blair, David Brearly, Jacob Broom, Daniel Carrol, John Dickinson, Benjamin Franklin, Rufus King, George Washington.
  • Com ligações à Maçonaria ou tidos como Maçons (13): Abraham Baldwin, William Blount, Elbridge Gerry, Nicholas Gilman, Alexander Hamilton, Thomas Jefferson, John Lansing, Jr., James Madison, George Mason, George Read, Robert Morris, Roger Sherman, George Wythe
  • Tornaram-se Maçons posteriormente (6): William Richardson Davie, Jr., Jonathan Dayton, Dr. James McHenry, John Francis Mercer, William Patterson, Daniel of St. Thomas Jenifer

INFLUÊNCIAS MAÇÓNICAS NA HISTÓRIA AMERICANA:

  • Lafayette, o oficial Francês de ligação com as colónias, cuja ajuda foi fundamental para o ganhar da guerra, era Maçon.
  • A maioria dos Comandantes da Armada Continental eram Maçons e membros de "Lojas da Armada".
  • A maioria dos generais ao serviço de George Washigton eram Maçons.
  • A famosa "Boston Tea Party" foi planeada na taberna "Green Dragon", que também era conhecida como "Freemasons' Arms" e como "o quartel-general da Revolução".
  • George Washington (Maçon) foi ajuramentado como primeiro Presidente dos Estados Unidos da América, por Robert Livingston, Grão Mestre da Loja Maçónica de Nova York. A Bíblia que foi utilizada era a da sua Loja Maçónica.
  • A Pedra Angular do edifício do Capitólio foi colocada pela Grande Loja de Maryland.